Volume
Redes
Sociais
VEREADORES QUEREM SOLUÇÃO PARA ERROS DO SISTEMA DE INTEGRAÇÃO DE TRANSPORTE
09/01/2018 - 8h02 em Notícias da Zona da Mata

O presidente da Câmara de Muriaé, vereador Ademar Camerino, convocou uma reunião na sala de reuniões do Poder Legislativo com a presença do prefeito Ioannes Gramatikopoulos, secretários municiais e diretores da empresa Coletivos União. O objetivo foi debater o SIT (Sistema Integrado de Transporte de Muriaé) implantado na cidade em 17 de dezembro e que tem gerado muitas reclamações por parte dos usuários do sistema.

Vereadores presentes no encontro se manifestaram atendendo a um pedido da população que tem sido prejudicada pelo atraso de ônibus, pagamento duplo de passagens por causa dos atrasos e a falta de estrutura do “terminal”.

O prefeito disse que o sistema está em caráter experimental e que diversos estudos foram feitos pela empresa Coletivos União no sentido de viabilizar este sistema que tem como prioridade “gerar economia aos muriaeenses, já que, com a compra de uma única passagem, o usuário pode se locomover por toda cidade pelo transporte público”.

O prefeito explicou aos vereadores que a escolha do local para a integração foi determinada depois de vários estudos e que a “estrutura, também é experimental”, por isso, não é ainda totalmente adequada ao conforto do usuário, pois não poderia incorrer no mesmo equívoco de outras cidades que construíram estruturas caríssimas para um sistema que não deu certo.

Segundo o prefeito a empresa que desenvolveu o SIT está se reunindo com os presidentes de Associações de Moradores para que possam coletar as reclamações dos usuários e se chegue a um acerto final. Ele chegou a dizer aos vereadores que pode “retornar ao sistema antigo, se for vontade de todos. Podemos retroceder no que considero um grande avanço”.

Representantes da empresa de Transporte Coletivo reconheceram que faltou uma divulgação eficiente na implantação do sistema que deixasse a população bem informada de “que se tratava de um período experimental e que ajustes seriam efetuados a fim de que todos fossem atendidos com eficiência e agilidade”.

Informaram que vários ajustes levantados nos últimos dias serão implantados no projeto definitivo a ser apresentado nos próximos dias, o que vai gerar, além da economia, mais eficiência ao sistema.

O presidente da Câmara, vereador Ademar Camerino explicou ao final que o canal de comunicação com a população e com a empresa vai continuar e que é preciso fazer os ajustes rápido. “A população não está satisfeita e os vereadores acabam sendo os canais de comunicação com a população. Por isto a Câmara que uma solução eficiente”, explicou.

 Fotos Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal

 

COMENTÁRIOS